DÓLAR HOJE:
Euro Hoje
16 de junho de 2024
Search
Close this search box.

Hortênsias News

Vigilância Epidemiológica de São Francisco de Paula alerta a população sobre os cuidados para combater a dengue

Compartilhe este artigo

Após registrar o primeiro caso de suspeita de dengue no Município, o Comitê Municipal de Enfrentamento ao Aedes e Doenças Correlacionadas reuniu-se na última terça (15) para traçar plano de ação no combate ao mosquito transmissor da dengue.

O clima quente e o período chuvoso aumentam os riscos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

De acordo com dados emitidos pela Secretaria de Saúde do Estado, entre os dias 13 e 19 de fevereiro de 2022 foram registrados no Rio Grande do Sul 573 casos suspeitos de dengue e 194 casos confirmados. Destes, 173 são autóctones, quando a contaminação acontece dentro do Município de residência do paciente.

Além do caso suspeito, equipes da Vigilância Epidemiológica já encontraram focos com larvas do mosquito Aedes Aegypti em São Francisco de Paula.

O Secretário Interino de Saúde Gilberto Córdova Boff Júnior alerta a população sobre a importância de prevenir e evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, eliminando locais com água armazenada que podem se tornar possíveis criadouros, como em vasos de plantas, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafas.

“Nossas equipes já estão em alerta e intensificando as medidas de controle no combate ao mosquito transmissor da dengue. É de extrema importância que as pessoas tenham como rotina eliminar os focos de proliferação desse mosquito para evitarmos um surto da doença em São Francisco de Paula”, ressaltou o Secretário

Ações para combate ao mosquito
Ações simples podem ajudar no combate ao mosquito Aedes aegypti e o segredo está nos cuidados com os diferentes ambientes, principalmente no quintal de casa.

Toda comunidade precisa estar ciente que é papel de todos evitar a proliferação do Aedes aegypti. Entre as medidas que podem ser adotadas estão: evitar água parada em pequenos objetos, pneus, garrafas e vasos de planta; manter a caixa d’água sempre fechada e realizar limpezas periódicas; vedar poços e cisternas; descartar o lixo de forma adequada.

Fonte: Ascom

Compartilhe este artigo

Deixe seu comentário

Para comentar na página você deve estar logado em seu perfil do Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral poderão ser denunciados, acarretando até mesmo na perda da conta. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.