DÓLAR HOJE:
Euro Hoje
14 de junho de 2024
Search
Close this search box.

Hortênsias News

Nova Petrópolis inaugura espaço para acolher vítimas de violência doméstica

Compartilhe este artigo

Foto de capa da notícia: Nova Petrópolis inaugura espaço para acolher vítimas de violência doméstica

Foi inaugurada na manhã desta segunda-feira, 4 de abril, na Delegacia de Polícia de Nova Petrópolis, a Sala das Margaridas, espaço para acolher mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, bem como crianças envolvidas neste tipo de situação.

A cerimônia de inauguração da sala contou com a presença do prefeito Jorge Darlei Wolf; do delegado Fábio Idalgo Peres; dos deputados estaduais Elton Weber e Zilá Breitenbach; da diretora do Departamento de Proteção de Grupos Vulneráveis, delegada Caroline Bamberg; e do presidente da Câmara de Vereadores, Alexandre da Silva.

A Sala das Margaridas representa uma política pública, que faz parte dos esforços da Polícia Civil no enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher. O espaço tem por objetivo acolher as vítimas, de forma que as delegacias não pareçam um ambiente hostil, possibilitando que as mulheres se sintam encorajadas no momento de buscar ajuda.

A comunidade de Nova Petrópolis participou do projeto da Sala das Margaridas através da doação de recursos.

Uma campanha de arrecadação foi lançada em setembro de 2021, por iniciativa da Prefeitura, Acinp (Associação Comercial e Industrial de Nova Petrópolis), Câmara de Vereadores, Polícia Civil, Consepro (Conselho Comunitário Pró Segurança Pública), Sicredi Pioneira e OAB Nova Petrópolis. Conforme o delegado Fábio Peres, foram investidos cerca de R$ 40 mil, entre serviços prestados e materiais doados.

Em seu discurso, o prefeito Jorge Darlei Wolf destacou a importância da participação dos setores de saúde, assistência social e segurança, bem como da comunidade em geral, no combate à violência doméstica e familiar. O prefeito reforçou também o engajamento do Poder Público Municipal, que ofereceu um aporte financeiro de R$ 16 mil para a conclusão da Sala das Margaridas.

A delegada Caroline Bamberg destacou a resiliência da flor margarida, como um paralelo à força de que necessitam as vítimas de violência doméstica e familiar, que devem ser acolhidas para que possam crescer e prosperar.

Neste espaço acolhedor e privativo, as vítimas podem encontrar segurança para denunciarem as agressões que sofreram. Dessa forma, a Sala das Margaridas constitui-se também como um instrumento para a obtenção de evidências que auxiliam no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher.

De acordo com o delegado Fábio Peres, a Sala das Margaridas é um espaço que facilita a obtenção de evidências e foi incrementado com um sistema para depoimentos registrados em áudio e vídeo, bem como videoconferências, possibilitando audiências de antecipação de provas.

Comissão

O projeto da Sala das Margaridas contou com o trabalho de uma comissão, da qual fizeram parte: o delegado Fábio Idalgo Peres; a analista jurídica Dirleia Gumesson Ferrari, da Delegacia de Nova Petrópolis; o presidente do Consepro, Zelizio Antônio dos Santos; a secretária do Consepro, Milena Moschen; a advogada e representante da OAB, Aurea Comelli Born; e a vereadora Kátia Regina Zummach.

A Prefeitura de Nova Petrópolis foi representada na comissão pela coordenadora especial de Políticas para as Mulheres e Idosos da Prefeitura, Liriane Kintschner.

Já a Acinp teve como representantes a diretora do Departamento da Mulher, Margarida Neumann; e as funcionárias Karin Felix e Taiane Flach. Sabrina Fuhr Hillesheim representou a Sicredi Pioneira.

Fonte: Ascom PMNP
Foto: Flavia Azolin

Compartilhe este artigo

Deixe seu comentário

Para comentar na página você deve estar logado em seu perfil do Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral poderão ser denunciados, acarretando até mesmo na perda da conta. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.